Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
BOLETIM OLÍMPICO DO DIA 30 DE JULHO
30/07/2021 16:29 em Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

A Rádio Plural te deixa por dentro dos principais esportes Olímpicos. Confira abaixo tudo que ocorreu na madrugada e manhã do sétimo dia dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020:

 

Futebol Feminino

Nesta sexta-feira (30), a Seleção Brasileira feminina enfrentou o Canadá nas quartas de final e retornou para casa após ser derrotada. Durante a partida, as brasileiras mantiveram uma grande posse de bola, mas não foi o suficiente para balançar a rede. Com o empate em 0 a 0, o jogo seguiu para a prorrogação e nenhum time definiu o placar. Já nos pênaltis, o Brasil começou bem, mas a defensora Rafaelle não conseguiu marcar o gol decisivo, culminando na derrota por 4 a 3.

 

Outros resultados:

Grã Bretanha 3x4 Austrália (Austrália avança para a semifinal)

Suécia 3x1 Japão

Holanda 2x2 EUA (EUA avança para a semifinal nos pênaltis)

 

 

Tiro com Arco

Na disputa final de tiro com arco desta sexta-feira, na modalidade individual feminino, quem levou a sua terceira medalha de ouro desta edição dos Jogos Olímpicos para a casa foi a sul-coreana San An, por 6 a 5, ao competir com a russa Elena Osipova, que levou a medalha de prata pela segunda vez - a primeira na modalidade de equipe feminina. Na disputa pelo terceiro lugar e, consequentemente, pela medalha de bronze, quem ganhou foi a italiana Lucilla Boari, por 7 a 1, ao competir com a americana Mackenzie Brown.

 

 

Tiro Esportivo

A atiradora russa Vitalina Batsarashkina conquistou o ouro na modalidade pistola 25 metros. Ela terminou a rodada de tiros com 38 pontos - a mesma pontuação da sul-coreana Kim Min Jung. Assim, a decisão precisou da rodada de tiros de desempate, que terminou com a vitória da russa pelo placar de 4 a 1. O bronze ficou com a chinesa Xiao Jiarruichuan.

 

 

Tênis

A zebra passeou pelas quadras de tênis nesta madrugada! O sérvio Novak Djokovic, número 1 do ranking mundial, foi derrotado pelo alemão Alexander Zverev por 2 a 1 (parciais de 1/6, 6/3 e 6/1) e está eliminado dos Jogos Olímpicos. Entretanto, Djokovic disputará a medalha de bronze contra o espanhol Carreno Busta. Zverev fará a final contra o russo Khachanov.

Além disso, o número 1 do mundo também foi eliminado nas semifinais de duplas mistas, e disputará o bronze ao lado de Nina Stojanović.

 

 

Tênis de Mesa

Em uma disputa hegemônica entre os atletas chineses, Ma Long venceu o compatriota Fan Zhendong por 4 sets a 2 e conquistou o ouro no tênis de mesa individual masculino. O bronze ficou com o alemão Dimitrij Ovtcharov, que superou Lin Yun-ju, do Taipei, por 4 sets a 3.

 

 

Vôlei Masculino

A Seleção Brasileira venceu os Estados Unidos, em uma partida difícil, por 3 sets a 1 (parciais de 30/32, 25/23, 25/21 e 25/20). Os americanos saíram na frente, em um belíssimo set, que durou mais de 40 minutos, mas o Brasil se reencontrou na partida, conseguindo um grande resultado, e está próximo de garantir uma vaga na próxima fase.

 

Outros resultados:

Canadá 3x0 Venezuela

Polônia 3x0 Japão

Argentina 3x0 Tunísia

Itália 3x1 Iran

França 3x1 Comitê Olímpico Russo

 

 

Vôlei de Praia

Evandro e Bruno Schmidt venceram a dupla polonesa por 2 sets a 1 e se classificaram em primeiro do Grupo E. A dupla brasileira manteve um aproveitamento total nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Bryl e Fijalek venceram o primeiro set. Já no segundo, Evandro e Bruno tiveram desempenho superior e empataram. O tie-break, set de desempate, foi bem equilibrado. Em um certo momento, a Polônia ficou em vantagem, mas o Brasil passou à frente e venceu.

 

 

Basquete

No basquete feminino, a seleção estadunidense bateu o Japão por 86 a 69. O grande destaque da partida foi a ala-pivô A’ja Wilson, que conseguiu um duplo-duplo ao marcar 20 pontos e dez rebotes. Outra forte candidata a medalhas, a seleção francesa venceu a Nigéria por 87 a 62. O coletivo francês foi o grande diferencial desta partida: cinco jogadoras marcaram mais de dez pontos e garantiram o domínio francês do início ao fim.

 

Outros resultados:
Bélgica 87 x 52 Porto Rico

China 76 x 74 Austrália

 

 

Atletismo

A estreia do atletismo não foi positiva para os brasileiros. O Brasil acumulou eliminações em diversas modalidades. No revezamento 4x400 misto, o quarteto brasileiro até conseguiu bater o recorde sul-americano, com o tempo de três minutos e quinze segundos, mas o resultado foi apenas suficiente para conseguir a 12ª posição. Somente oito equipes se classificaram para a próxima fase.

No salto triplo, Núbia Soares terminou na 17ª colocação geral, fora da zona de qualificação, limitada a doze atletas. 

Enquanto isso, no arremesso de peso, Geisa Arcanjo foi eliminada ao ficar na 15ª posição geral ao fazer um lançamento de 16,46 metros, dois abaixo da nota de corte.

A boa notícia vem da corrida de 400 metros com barreiras: Alison dos Santos fez uma boa prova e terminou na segunda colocação, avançando às semifinais da modalidade.

Ainda ontem, a maratona de dez quilômetros fez seus primeiros medalhistas. O etíope Selemon Barega conquistou o ouro, enquanto os atletas da Uganda, Joshua Cheptegei e Jacob Kiplimo, fecharam o pódio, na segunda e terceira posição, respectivamente, confirmando a tradicional hegemonia do continente africano nas provas de corrida do atletismo.

 

 

Ciclismo BMX

No início da madrugada desta sexta, aconteceram as semifinais e a final do bmx racing, nas modalidades masculino e feminino. O brasileiro Renato Rezende não conseguiu se classificar, terminando a prova na sétima colocação. Foi a primeira vez que um brasileiro chegou às semifinais. Renato se complicou na segunda volta, quando se envolveu na queda do suíço David Graf, que teve que ser levado ao hospital. O ouro ficou para o holandes Niek Kimmann, a prata foi para o Kye Whyte da Grã-Bretanha, e o bronze para o colombiano Carlos Alberto Ramirez Yepes.

No bmx racing feminino, a brasileira Priscilla Stevaux não se classificou na terça. O pódio ficou entre a britânica Bethany Shriver, que conquistou o ouro, a prata ficou com a colombiana Mariana Pajón, e o bronze para a holandesa Merel Smulders.

 

 

Boxe

O boxe brasileiro teve uma noite agitada em Tóquio nesta sexta-feira. Os pugilistas brasileiros fizeram três lutas entre feminino e masculino, incluindo a garantia de medalha. 

Abner Teixeira enfrentou o jordaniano Hussein Iashaish em duelo válido pelas quartas de finais do peso pesado e venceu pelo placar de 4 rounds a 1. Como no boxe não há disputa de terceiro lugar, o brasileiro já garante pelo menos a medalha de bronze ao avançar às semifinais. 

Já Keno Marley, representante do Brasil no peso meio-pesado, enfrentou o britânico Benjamin Whittaker, e, em luta disputada, acabou derrotado pelo placar de 3 a 2, dando adeus ao sonho da medalha olímpica. 

No caminho contrário, Beatriz Ferreira, pelo peso leve feminino, avançou às quartas de final após vencer a representante do Taipei, Wu Shih-iy, pelo placar de 5 a 0. Com isso, ela enfrentará Raykhona Kodirova, do Uzbequistão, na próxima terça-feira (03), às 05h, em busca de uma vaga nas semifinais.

 

 

Handebol

Pelo Grupo A do handebol masculino, a equipe do Brasil derrotou a Argentina por 25 a 23, conquistando a primeira vitória na competição. O Brasil dominou o início do jogo, que acabou sendo mais equilibrado no fim, quando a Argentina cresceu no duelo.

 

Outros resultados:

Grupo A:

França 36x31 Espanha

Alemanha 28x23 Noruega

 

Grupo B:

Suécia 22x27 Egito

Portugal 28x34 Dinamarca

Bahrein 32x30 Japão

 

 

Natação

Nos 50m livre, Bruno Fratus garantiu a vaga na semifinal. O nadador registrou 21s67, venceu a oitava bateria e passou como o quarto melhor nas eliminatórias.

No 50m livre feminino, Etiene Medeiros acabou eliminada na mesma distância.

Guilherme Costa ficou fora da final dos 1.500m. O nadador brasileiro fez 15min01s18 na prova mais longa da competição e terminou com a sexta marca da série, a 13ª colocação no geral.

No revezamento 4x100m medley, a equipe brasileira ficou fora da decisão.

 

 

 

Por: Adolfo Morais, Ana Domingos, Beatriz Granha, Erika Moura, Érika Vicentini, Henrique Chiapini, Ian Cândido, Laura Borges, Luan Lima e Matheus Renovato

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!