Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
RELATÓRIO FINAL DA CPI DA COVID É ENTREGUE AO SENADO
20/10/2021 17:00 em Café com Plural

O Senador Renan Calheiros, relator da CPI da Covid, entregou na manhã desta quarta-feira (20) o relatório final para o Senado. Antes do documento final, foram apresentadas duas minutas.

 

O texto indicia 68 pessoas e empresas. Entre elas está o Presidente Jair Bolsonaro e seus três filhos, ministros, ex-ministros e empresários, entre eles Luciano Hang. 

O relator pediu indiciamento para Jair Bolsonaro pelos crimes de epidemia, com resultado morte, infração de medida sanitária preventiva, charlatanismo, incitação ao crime e entre outros. Inicialmente, o relatório também indiciaria o presidente pelos crimes de homicídio e genocídio indígena, porém foi retirada por causar divergências entre os relatores. 

"Esta CPI identifica o Presidente da República Jair Messias Bolsonaro como o responsável máximo por atos e omissões intencionais que submeteram os indígenas a condições de vida, tais como a privação do acesso a alimentos ou medicamentos, com vista a causar a destruição dessa parte da população, que configuram atos de extermínio, além de privação intencional e grave de direitos fundamentais em violação do direito internacional, por motivos relacionados com a identidade do grupo ou da coletividade em causa, que configura atos de perseguição", aponta um trecho do relatório. 

Antes do início da leitura, os senadores que apoiam o presidente questionaram a intenção da CPI de indiciar Jair Bolsonaro.

Os casos aprovados pela CPI serão levados ao Ministério Público e à Câmara de Deputados. A CPI tinha como objetivo a responsabilização civil, criminal e política dos acusados pelas consequências que a pandemia da Covid-19 teve no país.

 

 

Por: Isadora Ribeiro, estudante do 2º período de Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!