Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
A INCRÍVEL CAMPANHA AMERICANA NA COPA DO BRASIL
25/11/2020 16:35 em Esporte

Coelho bate o Internacional nos pênaltis e avança para as semifinais da competição.

  A Copa do Brasil é sempre um campeonato muito querido pelos torcedores pela emoção, e muito almejada pelos clubes, devido à exorbitante premiação em dinheiro, e em 2020, o América-MG vem fazendo uma excelente campanha, deixando gigantes pelo caminho e fazendo história. Nas primeiras fases da competição, o time comandado por Lisca Doido foi bem contestável: Na primeira fase, passou pelo Santos-Ap após um jogo encerrado em 1x1 graças ao regulamento, visto que o empate classificava o time mais bem classificado no ranking da CBF.

  Na segunda fase, uma classificação mais tranquila, depois de vencer o Operário-PR por 2x0 fora de casa, um empate em 0x0 em Minas garantiu a classificação alviverde. Na terceira fase, mais uma classificação suada: um 0x0 fora de casa contra a Ferroviária-SP e uma vitória em 1x0 no Independência.

  Da terceira fase adiante, o América faz uma competição sensacional, com sua presença entre os gigantes sendo quase incontestável: Depois de um empate na raça contra a Ponte Preta em São Paulo, o time americano "sobrou em campo" em seus domínios, e venceu a Macaca por 3x1. Depois disso, o Coelhão só enfrentou "Peixe grande": nas Oitavas, um Corinthians contestado pela má fase, mas que vinha contabilizando bons resultados, "virando a maré", e mesmo assim, o América venceu a ida por 1x0, sendo a primeira vez em que venceu o Corinthians em São Paulo na história. Na volta, um jogo bem controlado, e com um empate em 1x1, o time Alviverde fez história outra vez, pois nunca havia chegado nas quartas de final da Copa do Brasil

  Nas quartas, o Coelho teve pela frente o Internacional, líder do Campeonato Brasileiro, mas que sofrera com o pedido de demissão do técnico Eduardo Coudet, que foi treinar o Celta de Vigo, da Espanha. Com Abel Braga no comando do colorado pela primeira vez nessa nova passagem, o Inter não foi bem no jogo de ida, no Beira-Rio. Pelo contrário, o América jogou melhor e merecia até mesmo um resultado mais largo do que foi o 1x0. A volta, no Independência, parecia ter o mesmo caminho do jogo contra o Corinthians: Marcava bem, não deixava o Inter criar e tudo indicava que acabaria empatado, selando a classificação americana. Mas aos 50 minutos do segundo tempo, no último lance do jogo, Yuri Alberto fez o gol do time gaúcho, empatou o placar agregado, e a decisão foi para os pênaltis.

   Nos pênaltis, uma surpresa: Thiago Galhardo, "O Cara" do Internacional, que pegou um vôo do Uruguai(onde estava com a Seleção Brasileira) até BH só para jogar esse jogo, bateu pra fora. Daniel Borges, do América, também bateu pra fora, e nas alternadas, Uendel isolou a bola, classificando assim o time mineiro para as seminais pela primeira vez.  A boa campanha passa por pontos chave como o ótimo zagueiro Messias, o "cão de guarda" do meio campo, Zé Ricardo e o Atacante Rodolfo, que é artilheiro da competição com 6 gols (ao lado de Brenner, do São Paulo).

  O grande trabalho do América não pode nem mesmo ser tratado como "a zebra do campeonato", pois o trabalho de Lisca Doido também mostra bons frutos no Campeonato Brasileiro da Série B, onde o clube ocupa a 3ª posição e vê o acesso à Série A como "um sonho não muito distante"

  Na próxima fase da Copa do Brasil, o América enfrentará o Palmeiras, buscando uma vaga na grande final. Se vai passar? Não sabemos. O que sabemos é que independente do que aconteça, o Coelhão de Belo Horizonte já fez MUITA história nessa edição do campeonato, e busca fazer mais.

 

Luan Filipe Campos Lima, aluno de Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!