Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
PREÇO DO COMBUSTÍVEL SOBE E CAMINHONEIROS PRESSIONAM O GOVERNO
10/02/2021 18:45 em Política

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (8) aumentos dos preços médios de venda aos distribuidores da gasolina, diesel e GLP, que entraram em  vigor a partir da terça-feira (9), segundo comunicado da estatal.

 

Segundo a companhia, o preço de venda da gasolina será elevado, na média, em R $0,17, para R $2,25. Já o litro do diesel será reajustado em R $0,13, para R $2,24, enquanto para o GLP a alta será de 0,14% o quilo. O derivado será vendido, para as distribuidoras, por R $2,91 por quilo (equivalente a R $37,79 por 13 quilos). É a terceira alta do ano nos preços da gasolina, e a segunda no valor do litro do diesel. Desde o início do ano, a Petrobras já elevou em 22% o preço da gasolina - em dezembro, o litro custava R $1,84. Já o diesel subiu 10,9%. Com as novas altas, o litro da gasolina passou a custar mais caro que o do diesel às distribuidoras.

 

Diante de reclamações do setor de transporte sobre o valor dos combustíveis, como greve de caminhoneiros, o governo vem falando em alterar a estrutura de tributação do setor. Na última sexta-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo avalia um projeto para estabelecer um valor fixo do ICMS sobre combustíveis ou a incidência do ICMS sobre o preço dos combustíveis nas refinarias.

 

O presidente afirmou que o governo está fazendo estudos sobre as mudanças no ICMS e que, se ficar comprovada a viabilidade jurídica, apresentará um projeto sobre o tema ao Congresso na semana que vem.

 

De acordo com o presidente, o valor do ICMS fixo seria decidido pelos governos estaduais, junto com as assembleias legislativas.

 

Karen Almeida, estudante do 1° período de jornalismo na Universidade Federal de Ouro Preto.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!