Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
A CONSTANTE MUDANÇA DE CUCA NOS CLUBES
11/02/2021 23:21 em Esporte

Com uma temporada considerada espetacular no Santos, Cuca surpreendeu não só a torcida, mas também os jornalistas que acompanharam o Santos ser vice-líder do Brasileirão 2019 com Jorge Sampaoli.

          Enfrentando sérios problemas financeiros em questão de investimento, Sampaoli decidiu deixar o Santos naquele ano e migrou para o Atlético-MG deixando a equipe da baixada sem técnico. Na temporada seguinte, o clube investiu no português Jesualdo Ferreira que não durou muito no clube. Foram 15 partidas com 6 vitórias, 4 empates e 4 derrotas com um aproveitamento de 48,8%.

          Em agosto, após a saída de Sampaoli, a diretoria foi procurar o técnico Cuca que aceitou o desafio de pegar o Santos em pleno curso de Libertadores e Campeonato Brasileiro. Na competição internacional, Cuca conseguiu chegar brilhantemente na final contra o Palmeiras, mas não conseguiu o título no finalzinho e ainda sendo expulso em um lance de lateral com Marcos Rocha. Após a final, Cuca repensou sua carreira como técnico do Santos e está decidido em não renovar. Mas isso não é um fator novo na carreira do técnico.

          Após o mundial de Clubes com o Atlético, em 2013, Cuca deixou o galo rumo a China após 3 temporadas no clube mineiro, mas no Shandong Luneng ficou apenas 1 ano depois de cair na fase de grupos na Champions Asiática. No Palmeiras em 2016,Cuca durou  ficou também 1 ano e foi campeão Brasileiro daquele ano, mas preferiu não renovar o contrato alegando problemas pessoais. Em maio de 2017, retorna ao Palmeiras mas não fica nem 6 meses no cargo com a relação estremecida com a torcida pela eliminação nas oitavas da Libertadores e com brigas com Felipe Melo.

          Retorna ao Santos em 2018, após 10 anos fora do clube paulista mas ao final da temporada decidiu não renovar por problemas cardíacos e resolveu dar uma pausa na carreira. Em 2019 pelo São Paulo, mais uma vez o trabalho não foi longo, durando apenas 5 meses no cargo.

          Em um mercado de técnicos tão intenso como é o Brasileiro, Cuca mescla passagens mal sucedidas com trabalhos interrompidos por questões de saúde e decisão própria do treinador. Resta saber se no futuro Cuca enfim terá planejamento e continuidade no seu novo clube.

Pedro Henrique de Souza, aluno de Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!