Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
BOLSONARO INDICA UM GENERAL PARA PRESIDÊNCIA DA PETROBRAS
22/02/2021 19:16 em Política

Após duras críticas do presidente à política de preços da estatal, Bolsonaro anunciou na noite de sexta-feira (19/3), a indicação do general Joaquim Silva e Luna para assumir como novo presidente da Petrobras.

Bolsonaro, que se elegeu prometendo se converter aos preceitos liberais de não intervenção nas estatais, vem dando declarações contraditórias sobre a Petrobras. Ele chegou a dizer na sexta-feira, em visita à cidade de Sertânia, em Pernambuco, que "jamais" interferiria "nesta grande empresa e na sua política de preços, mas o povo não pode ser surpreendido com certos reajustes".

Após dias de críticas à Petrobras por causa da política de preços dos combustíveis, tendo em vista que a gasolina e óleo diesel ficaram, respectivamente, R$ 0,23 e R$ 0,34 mais caros, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a indicação do general Joaquim Silva e Luna para substituir Roberto Castello Branco no comando da estatal.

O general da reserva Silva e Luna, de 71 anos, é doutor em Ciências Militares pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército e atualmente é diretor-geral da Itaipu Binacional. O conselho de administração da Petrobras ainda precisa aprovar seu nome, podendo também barrá-lo.

A decisão, que precisa ser chancelada pelo conselho de administração da empresa, reforça a presença militar em cargos-chave da administração brasileira e aumenta o temor de agentes do mercado financeiro de que o presidente deseje intervir na estatal para segurar a alta do diesel e acalmar a categoria dos caminhoneiros, uma estratégica aliada do Planalto que ameaçou entrar em greve semanas atrás.

Os comentários do presidente foram mal recebidos pelo mercado: as ações da empresa na bolsa fecharam o pregão em queda de quase 8%, ainda antes do anúncio do militar como substituto de Castello Branco.

 

Sara Lambert Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!